Com o argentino Rubén Magnano, Brasil voltou às Olimpíadas pela primeira vez sem Oscar



Vai conseguir superar?