Os muçulmanos têm, desde quarta-feira, um motor de busca próprio na Internet, que filtra palavras que podem gerar resultados inapropriados.

ImHalal

Uma empresa holandesa criou o motor de busca ImHalal, que funciona como um qualquer outra página de Internet do género (como o Google), mas que avisa os utilizadores sobre a possibilidade dos resultados conterem conteúdo proibido.

O ImHalal tem três níveis de perigosidade. Se o utilizador pesquisar algo que atinja os dois primeiros níveis, visualiza uma mensagem de aviso, mas pode prosseguir a pesquisa. Se atingir o terceiro nível fica impedido de continuar e é-lhe recomendado que reformule as palavras de pesquisa.